ANI - Promoção do Programa Quadro 

Horizonte 2020

Plataformas Tecnológicas

As Plataformas Tecnológicas Europeias (ETPs) são fóruns liderados pela indústria e têm a seu cargo a definição das prioridades de investigação numa ampla gama de áreas tecnológicas.

As ETPs constituem uma oportunidade para as partes interessadas, lideradas pela indústria, definirem as prioridades de pesquisa e planos de ação para uma determinada área tecnológica, tendo como objetivo aumentar a competitividade e a sustentabilidade dos stakeholders europeus a médio e longo prazo. Algumas plataformas tecnológicas europeias são redes autónomas que se reúnem em encontros anuais, havendo outras que criaram estruturas legais permanentes com um custo de adesão definido.

As ETPs trabalham no desenvolvimento e atualização de agendas de prioridades de investigação para o seu sector. Essas agendas constituem um valioso contributo para a definição de regimes de financiamento europeu de investigação. Uma vez que são desenvolvidas por meio do diálogo entre investigadores do setor industrial, do setor público e de representantes do governo, estas plataformas contribuem para criar consensos, evitar duplicações e melhorar o alinhamento dos esforços de investimento.

A Comissão Europeia não dirige as plataformas tecnológicas europeias, que são organizações independentes. No entanto, a Comissão apoia ativamente a sua criação e desenvolvimento, estando em comunicação permanente com as ETPs.

Vantagens
-

Uma participação ativa numa plataforma oferece a oportunidade de:

  • Formar e/ou fortalecer redes europeias
  • Defender ideias e interesses próprios
  • Influenciar as prioridades europeias para a agenda de atividades de I&I a financiar pelo H2020
  • Chegar a posições de liderança, de ser conhecido e de conhecer os líderes nas respetivas áreas
  • Formar consórcios naturais para concorrer com propostas ganhadoras em temas de interesse.
  • Ter muito mais tempo para preparar propostas.

Casos de sucesso nacional
-

A participação nacional na Plataforma tecnológica do MANUFUTURE é um caso de sucesso, estando esta ETP orientada para a indústria transformadora e tendo representantes nacionais na respetiva estrutura de gestão. O INESC-Porto participa no Grupo de Apoio à Implementação desta ETP. Por seu turno, a Sonae SGPS, ISTMA Europe, Arco Têxteis, Efacec, Aerosoles, Siemens, Sonae Indústria, Frezite, Salvador Caetano, BIAL, APICCAPS, Optimus e Renova são membros do Grupo Consultivo Industrial desta plataforma.

Existe também uma Plataforma homóloga de carácter nacional denominada: FÓRUM MANUFUTURE PORTUGAL – “Associação Cívica para o Progresso e Desenvolvimento da Indústria Transformadora em Portugal”.

Ambiente

Water Europe

Cross ETP Initiatives

Nanofutures
Industrial Safety